sábado, 29 de setembro de 2012

Política x Politicagem


A aproximadamente dois meses tenho observado a política da cidade que resido e...UAU! É impressionante a hipocrisia da politica/políticos/pessoas daqui. A eleição daqui está sendo disputada basicamente por dois partidos (um da antiga administração e outro da atual) e fico perplexa quando vejo a maneira como as pessoas enxergam política, para eles é apenas uma questão de 'poder', não observam as propostas, o passado dos candidatos votam apenas pela dita 'paixão' ou tradição.
Não estou aqui para defender nenhum partido político até porque não voto e não torço para nenhum, decidi não votar (tirar o titulo eleitoral) justamente para não participar especificamente dessa eleição, por saber ou ao menos imaginar como seria. Eu não voto, mas tenho direito de defender aquilo que acredito, somos pessoas livres e temos direito à liberdade de expressão, e consequentemente a concordar ou não com que ouvimos ou lemos fica a critério de cada um concordar com a minha opinião ou não (que fique bem claro!).



A cada minuto, vejo pessoas compartilhando, publicando fotos, vídeos em suas páginas em redes sociais dos candidatos apoiados pelas mesmas. E percebo o quão distantes estamos da pratica de uma verdadeira política, até porque o que vejo é uma mera politicagem. Se você olhar no dicionário política significa "ciência dos fenômenos que se referem ao Estado; sistema de regras que dizem a respeito à direção dos negócios públicos; princípios políticos de um indivíduo etc" e politicagem significa "ação do politiqueiro; política ordinária, mesquinha.". Agora pergunto, quais são os princípios políticos de quem você apoia ou vota? Quer dizer, ele(a) tem princípios políticos ou apenas busca os seus próprios interesses ( 'mamar' durante quatro anos)?
Recentemente ouvi uma música que definitivamente é a verdadeira política, não só de onde moro, mas de todo Brasil. A música é de um cantor do interior de Pernambuco, Toinho de Aripibú, que mostra como é a verdadeira maneira da politica nacional em trecho ele diz "Quem é eleito é quem vive folgado, o eleitor com a corda no pescoço.Quem é eleito é quem come filé, o eleitor não consegue nem o osso. Tem muitos deles que tem mala de dinheiro, o eleitor não tem um real no bolço" e outro que diz " Oh meu amigo só existe dois partidos, tem um que tá comendo e outro querendo comer" .
Eu apenas espero que as pessoas abram os olhos, e deixem a hipocrisia de lado! Aqui, a população nunca se preocupou com saúde e educação (pelo menos nunca aparentaram se preocupar), mas como é ano de eleição todos souberam "ir atras dos direitos" e se mostrarem verdadeiros cidadãos. Pena que a maior parte, apenas protestam como apoio a partidos políticos e não como uma real busca dos seus direitos como cidadãos.

Então, espero que você que leu esse texto refita sobre aquilo que é certo e aquilo que você acha que é certo. E não esqueça, não vote em alguém por ser desse ou daquele partido, o de burgueses e o de proletários, mas sim pelas propostas que eles tem (apesar de grande parte delas não serem cumpridas).
Afinal de contas se a sua/nossa escolha for errada, as consequências serão nossas e de mais ninguém. 

Não deixe de ouvir a música 'Eleito e eleitor' que foi citada acima, e também a música 'Vote em mim pra mudar' ambas do cantor Toinho de Aripibú. 








0 comentários:

Postar um comentário

 
;